Home / Lifestyle  / Água com gás

Água com gás

A hidratação é parte essencial de uma alimentação e de um estilo de vida saudáveis, mas água com gás também pode? Confere o post que a nutri Giovana Baldissera fez falando tudo e mais um pouco

A hidratação é parte essencial de uma alimentação e de um estilo de vida saudáveis, mas água com gás também pode? Confere o post que a nutri Giovana Baldissera fez falando tudo e mais um pouco sobre o assunto:
A água é fundamental para o bom funcionamento do organismo, isso não é novidade a ninguém. Nenhum outro líquido (chás, sucos, refrigerantes) substitui a água, logo, quando falamos em hidratação, recomenda-se, em média, 1 ml de água para cada kcal consumida (como a média de cálculo energético diário adotada como padrão é de 2000 kcal, recomenda-se a ingestão de 2 litros de água por dia). Ainda assim, há quem tenha dificuldade em ingerir água pura, daí as recomendações em adicionar pedaços de gengibre, sumo de limão, folhas de hortelã e ervas para agregar sabor e para que a ingestão seja mais palatável. Nessa circunstância, surge a dúvida: “e a água com gás?”.

Água com gás nada mais é que a própria água pura adicionada de gás carbônico. Esse gás é levemente ácido, o que altera de forma sutil o pH (água pura deve ser neutra – pH em torno de 7,0 – e a água com gás é levemente ácida – pH em torno de 6,0), sem representar um impeditivo ao seu consumo e/ou algum problema à saúde. Quanto à sua composição, é semelhante à água normal: mantém os mesmos minerais quando comparada à água pura da mesma fonte e não possui calorias. Entretanto, não há recomendação de ingestão de água com gás para crianças, idosos e gestantes, devendo ser evitada por tais indivíduos.
Por ser muito semelhante à água pura, a água com gás não engorda, não causa celulite, também não aumenta a glicemia e, portanto, não quebra jejum. Para quem tem o hábito de consumir refrigerantes ou águas saborizadas que possuem adoçantes artificiais e tem dificuldade para reduzir seu consumo, uma ótima opção é substituir tais bebidas cheias de corantes, aromatizantes, adoçantes e conservantes por água com gás misturada a suco de fruta natural e meio limão espremido ou uma colher de sobremesa de vinagre de maçã (opcional), uma opção super natural.

“É o ideal para hidratar?” Água com gás também hidrata, mas não deve ser consumida em maior quantidade, na maior parte do tempo e/ou em substituição total da água pura. Isso porque pode provocar dilatação abdominal, eructação (que pode agravar o desconforto do refluxo em quem já apresenta tal sintoma) e/ou gases (afinal, o gás precisa sair por algum lugar, rs). Portanto, caso fores consumir água com gás, que o faça distante (~40 minutos) das refeições, visando evitar desconforto. Ainda assim, tais sintomas são muito individuais e, com o cuidado supracitado, raros. Cabe sempre aquela sábia recomendação: escute seu corpo (e não deixe de beber água – sem ou com gás).
 
*texto escrito pela nutricionista clínica e esportiva Giovana Baldissera

[email protected]

Mari Weckerle é arquiteta, gaúcha e especialista em gastronomia saudável! É a Criadora da Plataforma Digital Guria Natureba e curadora da SOW!

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.