Home / Lifestyle  / Os mitos sobre a menstruação

Os mitos sobre a menstruação

Não dá para negar que o período menstrual é cheio de “mistérios”. Na verdade, as incógnitas abrange todo o ciclo feminino. (Que o diga a famosa TPM!) Sobre ele, circulam entre os grupos de amigas

Não dá para negar que o período menstrual é cheio de “mistérios”. Na verdade, as incógnitas abrange todo o ciclo feminino. (Que o diga a famosa TPM!) Sobre ele, circulam entre os grupos de amigas (e amigos!) uma série de informações suspeitas. Parte do problema é que ainda poucas pessoas, principalmente as mulheres, falam sobre a menstruação e o ciclo com a naturalidade que o assunto merece.

Muitas vezes, juntamos informações de nossas mães, trocamos figurinhas com as amigas, realizamos algumas pesquisas no Google e pronto! É isso que carregamos para o resto da vida. Mas acredite, após anos, talvez uma ou duas décadas menstruando, ainda existem lacunas de conhecimento sobre nosso próprio corpo.

Considerando que, em média, as mulheres têm 450 períodos menstruais na vida (segundo os órgãos de saúde), vale a pena conhecer o seu ciclo e como ele funciona. 

Vamos esclarecer algumas confusões?

  1. Descobrir o primeiro dia do seu ciclo não é complicado.

Por alguma razão, há muita confusão em torno do que exatamente conta como o primeiro dia do ciclo menstrual de uma mulher. Entretanto, é muito mais simples do que você imagina. O primeiro dia do seu ciclo é o primeiro dia em que você começa a sangrar. E ponto final. Só isso. Viu? =) 

  1. A ovulação, por outro lado, é um pouco mais difícil de definir.

Em geral, mulheres com ciclos regulares e que não fazem uso de anticoncepcionais hormonais (já que não se ovula com a maioria dos anticoncepcionais orais) ovulam entre o dia 10 e o dia 14 de seu ciclo. Como já estabelecemos, o primeiro dia é o primeiro dia em que você sangra, então você pode fazer a matemática fácil a partir daí.

Mas mulheres não são máquinas e isso pode variar, viu? Nem tudo está 100% programado e é por isso que este período é estimado. 

  1. Seu ciclo não precisa durar exatamente 28 dias.

Esse é o número que costuma ser considerado “normal” porque um ciclo de 28 dias é a média – ou seja, 28 dias desde o primeiro dia de sua menstruação até o primeiro dia de sua próxima menstruação. Mas, na verdade, existe uma variação quando se trata do que é considerado um ciclo menstrual normal e saudável: de 21 a 35 dias em adultos, e de 21 a 45 dias em adolescentes. Portanto, tudo o que estiver dentro desse intervalo está ok.

  1. E mesmo que o seu ciclo seja de 28 dias, pode não permanecer sempre assim.

Os ciclos menstruais variam, dependendo do ambiente, da dieta, dos fatores de estresse e das mudanças hormonais. Eu sei que pode ser um pouco perturbador se sua menstruação tende a aparecer como um relógio e depois há um pequeno atraso, mas seu ciclo não é definido como uma pedra. Diferenças de alguns dias são absolutamente normais. 

  1. Não é incomum pular um mês de vez em quando – mas verifique mesmo assim.

Embora a gravidez seja a razão mais provável para o desaparecimento da menstruação se você for sexualmente ativa, saiba que altos níveis de estresse também podem suprimir os hormônios reprodutivos, causando amenorréia secundária.

Além disso, o baixo peso corporal, devido à grande perda de peso, anorexia ou exercícios rigorosos (tipo corrida de maratona), pode afetar o hipotálamo, que ajuda a regular o ciclo menstrual da mulher, levando à perda de menstruação.

Entretanto, se você perder mais de uma menstruação consecutiva, consulte seu médico, pois provavelmente há um problema de saúde em jogo. 

  1. Geralmente, é perfeitamente seguro usar a pílula para evitar a menstruação.

E o número de mulheres jovens que opta por isso é grande. Nos EUA, um estudo de 2013 publicado na revista Conception descobriu que muitas mulheres em idade universitária estão optando por pular a menstruação tomando pílulas hormonais ou usando outros anticoncepcionais hormonais como o anel vaginal continuamente. Das mais de 1.300 mulheres no estudo usando contracepção hormonal combinada, atualmente ou recentemente, cerca de 17% se desviaram das instruções da embalagem para alterar seus períodos programados. Metade dessas mulheres disse que atrasou ou pulou a menstruação por uma questão de conveniência.

Então, é seguro para você não menstruar por opção? Com ​​certeza, de acordo com os próprios médicos que conduziram a pesquisa.  

  1. E sim, você pode engravidar durante a menstruação.

Um dos mitos mais persistentes do período: é impossível engravidar durante a menstruação. Não é comum, mas engravidar durante o sangramento pode definitivamente acontecer. O esperma pode durar no muco cervical e no útero por até cinco dias. Se uma mulher tem um ciclo menstrual curto, como 24 dias, e faz sexo desprotegido no último dia da menstruação e ovula três dias depois, é possível que o óvulo e o esperma se encontrem, resultando em uma gravidez. As chances são mínimas, mas é uma possibilidade. Isso é especialmente verdadeiro se o ciclo da mulher for curto e a menstruação durar seis ou sete dias.

Outro risco é pensar que você está menstruando enquanto está ovulando. Eis o motivo: em alguns casos, quando uma mulher está com manchas durante o ciclo, isso pode ser confundido com um período quando na verdade pode ser um sinal de ovulação. 

  1. As cólicas dolorosas não são algo que você tenha de suportar.

Durante a menstruação, hormônios chamados prostaglandinas fazem com que o útero se contraia para ajudar a eliminar o revestimento uterino. Como quase qualquer mulher sabe, essas contrações podem ser desconfortáveis ​​e até mesmo dolorosas. Analgésicos de venda livre, bem como pílulas anticoncepcionais, podem ajudar.

Se suas menstruações forem muito dolorosas e nada parecer ajudar (ou não eram dolorosas e agora estão), não ignore. Em alguns casos, os períodos dolorosos podem ser um sinal de um cisto, miomas ou endometriose que deve ser avaliado e tratado por um médico.

O @sow.gn é uma curadoria da Mari Weckerle, a @gurianatureba.

Você já nos segue no Instagram? Confere os outros posts, você vai amar!

Clica aqui para conferir outros posts sobre sexualidade.

[email protected]

A Ana é a a Vagi Sem Neura. Ela é fisioterapeuta pélvica especializada em reabilitação de disfunções sexuais femininas. Sua missão é disseminar conteúdo sem censura. Seu propósito é fomentar a educação e o empoderamento feminino por meio do conhecimento do próprio corpo. | @vaginasemneura

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta