Home / Pelo Mundo  / Hawaii

Hawaii

​​​ [caption id="attachment_931" align="alignnone" width="751"] Hawaii[/caption] ​ Quem nunca sonhou em ir pro Hawaii? Eu sonhava com esse dia há alguns anos mas não tinha grana pra realizar hehehe As passagens saindo do Brasil, normalmente são caríssimas e o Hawaii é um lugar

​​

Hawaii


Quem nunca sonhou em ir pro Hawaii?
Eu sonhava com esse dia há alguns anos mas não tinha grana pra realizar hehehe
As passagens saindo do Brasil, normalmente são caríssimas e o Hawaii é um lugar bem caro também! Sempre pensava: com o que vou gastar uma semana no Hawaii, fico um mês viajando pela Ásia! E mais uma vez o plano era adiado…
Atualmente eu moro em San Diego e ir para qualquer uma das Ilhas saindo daqui é uma barbada! As passagens são super em conta e o vôo é relativamente rápido. Se você for bem organizado, consegue fazer uma viagem pro Hawaii suuuuper barata, como foi a minha!
Vou contar pra vocês como foram esses dias no Paraíso ao lado da minha amiga e Roomate Maria Fernanda! Lugares e paisagens para guardar na memória e no coração!

 PASSAGEM: Seguido há promoções para as Ilhas. É possível encontrar preços promocionais em torno de 350,00 dólares ida e volta, mais taxas. Algums companhias cobram 25,00 dólares caso você despache bagagens, mas quem precisa despachar bagagem se vai ficar uma semana num lugar onde só precisamos de biquini e havaianas? Voamos de Alaska Airlines pagando 475,00 a passagem pois compramos em cima da hora. Os valores saindo de San Diego são mais em conta que saindo de Los Angeles. Vôo rápido, cerca de 6 horas!

 ALUGUEL DE CARRO: No próprio aeroporto você aluga carro e é a opção mais prática já que na volta você devolve o carro no lá mesmo! há várias empresas por lá e você pode agendar com antecedência pela internet ou alugar na hora. Pagamos 315,00 dólares por 7 dias com a segunda opção de seguro mais cara que tinha. Preferimos não arriscar… Vá que, né?! hehehe. Alugamos pela empresa Álamo. Se você fizer reserva antecipada pode vir a conseguir opções mais baratas.

 ESTADIA: Há Resorts incríveis espalhados pela Ilha. São super bem localizados e todos têm uma estrutura top! Mas se você está buscando uma viagem mais em conta, procure opções como Airbnb, hostel ou CouchSurfing. São ótimas maneiras de fazer novos amigos, conhecer os moradores locais e visitar lugares que só eles conhecem! Como viajamos tuuuudo que pudemos enquanto morávamos em San Diego, eu e a Fernanda estávamos com a grana curta e tentamos estadia pelo CouhSurfing. Sou cadastrada no site e já recebi pessoas no meu apê em Porto Alegre, então tenho ótimos reviews! Na primeira tentativa (também buscando uma pessoa com bons reviews) conseguimos estadia na casa do James, Travis e do Rob! O Rob é Hawaiano e nos passou muitas dicas boas! Claro que não temos medo. Claro que não temos vergonha. Claro que estávamos peladas de grana e é claaaaaaro que somos aventureiras master! Então jamais ligamos pro fato de não estarmos num resort! Aliás, minhas viagens mais divertidas foram as em que optei por ficar em hostels ou Airbnb! Eu e  a Fê levamos nossos pijamas menos sensuais e dormíamos como dois gurizinhos ahhahahah Foi nosso único cuidado, já que estávamos indo para uma casa onde moravam três homens.

 Pelo Airbnb: você tem a possibilidade de alugar apenas um quarto, apartamento inteiro ou casa. Os preços são muito mais acessíveis que hotéis.

 Pelo Couchsurfing: você não paga nada. A pessoa que se inscreve no site oferece o que tem, um sofá, uma cama, um quarto ou qualquer espaço na sua casa para receber pessoas! Vai do convidado emprestar jogo de cama, toalhas e tal… Chegamos na casa do James e ele tinha tudo isso a nosso dispor. Dormimos na sala e foi bem confortável, tendo em vista que a estadia custou ZERO dólares!

 DIA 1: chegamos e logo fomos para Paia Bay Beach, uma praia lindaaaa de areia grossa e clarinha! Paia Town é um local bem “a cara do Hawaii” com bares, restaurantes e lojinhas super charmosas e rooteiras.  Mas o mais irado é sentar no meio fio com os bicho grilos locais e seus cachorros, dividir umas frutas típicas e curtir um reggae que eles fazem! O Charley’s é o bar mais conhecido de Paia Town.

Paia Bay Beach

Ao lado dela, fica Baldwin Beach Park que é outra prainha intocada aqui de Maui . Era isso que eu buscava quando decidimos visitar o Hawaii. Praias paradisíacas, menos turísticas o possível, com água cristalina e frequentada por locais. (Essas praias ficam próximas ao aeroporto, no centro norte da ilha e não são as mais lindas embora sejam as menos cheias de turista! Nossas preferidas são as praias próximas a Lahaina, falo delas um pouco mais adiante).

Baldwin Beach Park

 DIA 2: Reservamos um dia para conhecer a Haleakala National Park que fica em Hana, estremo oeste da Ilha! Nesse parque há as Sacred Falls, são 7 cachoeiras, uma deságua na outra e a última deságua no mar! Nesse mesmo parque tem a famosa Bamboo Forest que é animal! O som daqueles bambus imensos se tocando é trilha sonora! Ainda pelo caminho nos deparamos com goiabeiras que estavam cheias de frutos deliciosos! É só pegar e comer!

Cachoeiras do Haleakala National Park

No trajeto, curtimos umas horinhas na Hãmoa Beach que é linda! Ainda visitamos a Wainapanapa Beach que tem rochas vulcânicas e areia negra, imperdível!!! O contraste do azul do mar e da areia preta é coisa de Deus mesmo! O passeio é longo e a estrada sinuosa, mas é linda, vale a pena anotar no caderninho!

Wainapanapa Beach

 DIA 3:  Conhecemos o Makena State Park! Nesse local ficam as praias Big Beach e Little Beach. A Big Beach tá na lista das mais lindas!!!! Fica ao sul da ilha, mar calmo de um colorido fora do normal! Uma mistura de azul e verde de babar, com extensa faixa de areia grossa e amarela. Não é pico do surf mas é perfeita pra relaxar e curtir o dia. Quem vem pra cá não pode deixar de caminhar até a ponta direita da praia e subir as pedras que levam a Little Beach . O visual lá de cima é liiiindo e ainda rola um check na Little, que é uma praia de nudismo. Na volta pra casa, curtimos o sunset na beira da praia de Kihei que é uma área mais comercial com lojinhas, bares e restaurantes.

Big Beach

 DIA 4:  Ho’Okipa é uma das famosas surfers beaches aqui de Maui. As ondas quebram bem lá dentro, poucas pessoas na beira pois o mar é forte, mas há muitos corais que formam piscinas naturais, ótimas para um banho! Em dias de vento, esse é um dos principais picos pra prática de Kite Surf. Nesse dia estava até rolando um campeonato!

Jaws é a famosa praia das ondas gigantes. Claro, os surfers só chegam até elas de jet, o acesso é bem difícil e só conseguimos ver muito de longe. Fomos pela estrada que o GPS nos indicou e não aconselho. Encontramos vários (vááários) carros enfiados no matagal, aparentemente um local pra desmanche de veículos. Vibe horrível! Energia pesada… E a visual não compensou a tensão!
Nesse dia fizemos um passeio de barco muito irado que começou antes do sunset e durou 2 horas. Drinks, reggae, sol e golfinhos saltitantes nos acompanhando naquele mar azul. Quem conseguiu pra gente foi nosso amigo James (o mesmo que nos recebeu pelo CouchSurfing) que trabalha vendendo passeios num resort.

Passeio de Barco

 DIA 5:  Pela manhã eu optei por fazer um passeio de submarino enquanto a Fê foi às compras. Tenho um pouco de agonia de ficar embaixo d’Água com cilindro, então, essa foi a melhor maneira de ver o fundo do mar! O submarino é demais! Tem espaço para 48 pessoas e custou 7 milhões de dólares! Reservei o passeio pro site da Atlantis Adventures e custou USD112,00 com taxas. É mais em conta comprar pelo site do que no guichê da companhia. O barco que nos levou até o submarino sai de hora em hora (das 9am às 2pm) de Lahaina.

Submarino

Após isso seguimos viagem para curtir as praias do Nordeste da ilha: Lahaina (com um centrinho charmoso cheio de bares e lojas lindas. Caras como tudo na Ilha mas, ali mesmo, na beira da praia,  tem um outlet super bom! Preços melhores que os da Califa)! Kaanapali, Kapalua, Oneloa, Napili bay e Honokeana são outras praias dessa região. Nossas preferidas foram Ka’anapali, Kapalua e Napili, onde você o por do sol de um ângulo incrível!

Sunset incrível em Napili Beach

À noite, jantamos num restaurante na Front Street, principal rua de Lahaina. Há vários por lá e todos parecem bons! Não deixe de experimentar o Mai Tai, drink mais famoso de Maui!

 DIA 6:  Em busca do nascer do sol, acordamos às 3am pra subir a 3 mil metros até a cratera do extinto vulcão Haleakala que significa “A Casa do Sol” . A cratera dormente, com 860 metros de profundidade e 34 quilômetros de circunferência, é a maior do mundo – tão grande que a ilha de Manhattan poderia ser colocada dentro! Alguns tours nos levam até lá e oferecem a decida de bike! Para os que têm tecido adiposo suficiente (e 13 casacos + 6 meias + 2 toucas + 8 calças) é uma ótima pedida. Eu não conseguiria pois, mesmo com os 6 casacos que empresaram pra gente usar durante o nascer do sol, eu estava congelada!!! Usando roupas térmicas, acho que rola! Não sei dizer valores (acho que gira entorno de 120,00 a 150,00 dólares) pois somos realmente muito sortudas e um dos integrantes da casa onde estávamos trabalha com isso e nos convidou para o passeio! Demos uma boa tip e todo mundo ficou feliz! Mas se não tivéssemos sido convidadas, teríamos ido de carro, assim como muita gente faz! O trajeto dura cerca de 2 horas, dependendo de onde você está hospedado pois a ilha é grande, estrada sinuosa mas fácil de guiar.

Na volta da visita ao Haleakala

O dia foi de sol e curtição! Era domingo e nesse dia, após o sunset, rola um luau em Litte Beach. Pare o carro no Parking de Big Beach e vá caminhando até Little. Você precisa escalar umas pedras pra chegar lá então não vale ir carregado demais! O tal lual não era o que imaginávamos… Não tem colares de flores e nem Ulah Ulah! É uma loucura, só indo pra entender!!! Praia de nudismo com uma galera sentada formando um círculo onde são feitas apresentações com fogo! Até crianças se apresentam… As pessoas mais ripongas estão lá e nesse lugar “tudo é liberado”! Pare o carro no Parking de Big Beach e vá caminhando até Little. Você precisa escalar umas pedras pra chegar lá então não vale ir carregado demais! Chegue por volta das 4pm pra ainda dar tempo de curtir a praia e o sunset!
Nem conversávamos. Hahahaha estávamos um pouco chocadas com o que assistíamos! Mas se não tivéssemos ido, não teríamos fechado nossa trip do Hawaii com chave de ouro!!!

Little Beach

DICAS:
  • Leve snacks para as praias pois não há onde comprar. Assim você curte o dia inteiro sem ter que sair para lanches já que nem todas as praias ficam próximas a centrinhos comerciais.
  • Bebida: é proibido beber na praia e as leis são rigorosas e seguidas por todos. Mas, diferente do que acontece em San Diego onde ninguém leva bebida pois as multas rolam soltas, vimos várias pessoas com isopores. Acho que por ser mais turístico, acaba que eles relevam um pouco.
  • Água: leve garrafas de água sempre. É calor, ficamos muito tempo na água e não sentimos, mas a desidratação pega!!!
  • Comida: experimente as frutas locais! Abacaxi doce como eu não comia desde que morava no Brasil! Banana saborosa, mamão com gosto de verdade, maçã suculenta, maracujá e goiaba doces!!!! Adoramos!!!
POST TAGS:

[email protected]

Mari Weckerle é arquiteta, gaúcha e especialista em gastronomia saudável! É a Criadora da Plataforma Digital Guria Natureba e curadora da SOW!

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Poste um comentário

11 + 13 =