Home / Lifestyle  / Yoga e ansiedade

Yoga e ansiedade

Em tempos de crise e isolamento, é comum se sentir mais ansioso do que você está acostumado. No texto que escreveu para o site, a Instrutora de Yoga Júlia Foletto explica como o Yoga pode

Em tempos de crise e isolamento, é comum se sentir mais ansioso do que você está acostumado. No texto que escreveu para o site, a Instrutora de Yoga Júlia Foletto explica como o Yoga pode ajudar a controlar a ansiedade.
 

 

  • Como a prática de Yoga pode ajudar a controlar a ansiedade?

Para responder essa pergunta é preciso entender o que é Yoga e o que é a ansiedade. Apesar de o Yoga ter inúmeras definições gosto de trazer três aspectos que, na minha opinião, o definem bem. Yoga pode ser entendido como a atenção na ação, a busca pelo autoconhecimento e o aquietamento das flutuações da mente. Já a ansiedade é algo natural do ser humano podendo nos beneficiar ou nos prejudicar dependendo da circunstância e/ou intensidade. Quando em excesso, esse estado se torna bastante desagradável, podendo ser, acompanhado por diversos desconfortos físicos como sudorese, falta de ar, palpitação, insônia, problemas digestivos etc. Normalmente o estado de ansiedade surge quando há estresse relacionado a alguma situação passada e/ou ao medo de alguma situação futura, onde há uma grande desconexão do indivíduo com o momento presente.
Sendo assim, o Yoga pode ajudar no controle da ansiedade por diversas razões. Primeiramente porque auxiliará o indivíduo a se conhecer e a entender as situações e padrões que normalmente desencadeiam esse estado emocional. O Yoga também pode ajudar o indivíduo a trazer a mente para o momento presente, para o aqui e para o agora, deixando de lado as distrações com o passado e as preocupações com o futuro os quais são os gatilhos normalmente relacionados à ansiedade.  Além disso, através dessa atenção na ação e no momento presente, o indivíduo consegue aquietar as flutuações da mente, o que facilita ainda mais essa conexão com o presente e consequentemente auxilia no controle do estresse e ansiedade.
 

  • Porque a respiração é tão importante?

Parece bobo falar isso, mas você já parou para pensar que desde o instante que você nasceu, você não parou mais de respirar?! A respiração é a nossa necessidade fisiológica mais imediata, visto que podemos ficar sem comer ou beber água por alguns dias, mas respirar não. Respirar é vital, e é através da nossa respiração que todos os outros processos fisiológicos ocorrem, e ela é uma das grandes responsáveis pelo nosso bem-estar físico, mental e emocional. No entanto, será que você está fazendo bom uso da sua respiração? Você está usando toda a sua capacidade respiratória ou sua respiração é limitada? Se você tiver que controlar sua respiração, você consegue? Pois é, talvez você nunca tenha se questionado a respeito, e provavelmente você nunca parou para observar e conhecer sua respiração, mas se você se interessou por esse assunto já é um grande passo. Continue lendo que mais abaixo irei te dar algumas dicas de como você pode se conectar com essa ferramenta tão importante e poderosa que é a sua respiração.
 

  • Algumas dicas para se manter tranquilo nesse período de isolamento.

Acredito que a chave para nos mantermos bem e tranquilos, não só no período de isolamento, mas sempre, é o autocuidado.  E o autocuidado que falo não é somente cuidar do corpo através da prática de exercícios e de uma alimentação saudável. É preciso também cuidar da mente e das nossas emoções.
Nesse período estamos sendo bombardeados com notícias e conversas que nos deixam com medo, e nos levam a um estado de extremo estresse e ansiedade. Dessa forma é válido observarmos como estamos nutrindo nossos pensamentos e emoções.  Através do autoconhecimento você começará a identificar aquelas atitudes, comportamentos, hábitos e até mesmo relacionamentos que te nutrem e te fazem bem e outros que não tanto. Dessa forma, você   conseguirá selecionar aquilo que te faz bem e te deixa feliz, colocando como prioridade no seu dia.
Além disso, uma ideia simples que pode te auxiliar nessa busca pelo autocuidado é você se comprometer a todo diz fazer algo para você.  Pode ser algo bem simples, mas é importante que você se comprometa a fazer todos os dias. Pode ser cozinhar aquele teu prato preferido, pode ser um banho com óleos essenciais, uma automassagem, uma atividade física que você goste, um momento de meditação, enfim, qualquer coisa que você sinta que seja um presente para você mesmo(a).  Com o passar do tempo, você irá perceber o quanto isso te nutre e te faz bem, não colocando mais a responsabilidade do teu bem-estar em outras pessoas ou em coisas externas.
 

  • Exercício de respiração para quando se sentir muito ansioso.

Existem diversos exercícios respiratórios que podem auxiliar em momentos de ansiedade. Porém, se você está começando a se conectar agora com a sua respiração, antes de partir para exercícios mais complexos, eu recomendo um exercício bem simples. Gosto de chama-lo de “respiração consciente” ou “respiração equilibrada”. Para fazê-lo, você pode se deitar ou sentar em uma posição confortável. Primeiro busque se conectar com a sua respiração e perceber com mais consciência o ar que entra e que sai dos seus pulmões. Perceba e sinta o ar entrando e saindo pelas tuas narinas. Quando você se sentir pronto(a), comece a estabelecer uma contagem, inspirando e exalando na mesma quantidade de tempo. Por exemplo: se você inspirar em 4 segundos, tente exalar em 4 segundos. Se você inspirar em 6 segundos, exale em 6 segundos.  Estabeleça a contagem que for confortável para você e faça o exercício por alguns minutos. Ao final, volte a respirar normalmente (sem fazer a contagem) e perceba os efeitos dessa respiração no teu corpo e na tua mente.
Repita esse exercício diariamente e vá aumentando o tempo gradativamente. Quanto mais você praticar, maior domínio terá sobre sua respiração e consequentemente sobre teu corpo e tua mente.  Quando você já se sentir mais confortável nesse exercício, você pode partir para outros exercícios respiratórios um pouco mais complexos. Para isso eu recomendo um ebook que uma grande amiga minha chamada Sabrina Pereira fez com todo o carinho para que as pessoas pudessem acessar, conhecer e praticar algumas das principais técnicas respiratórias que usamos no Yoga.  Deixo seguir o link do site onde vocês podem baixar o ebook gratuitamente.
 
Link de acesso para ebook sobre respiração feito por Sabrina Pereira: 
https://yoga-sou.myedools.com/p/respira
 
 

  • Depoimentos de algumas alunas sobre os efeitos  e a importância da prática de Yoga nesse período de isolamento.

 
“A prática do Yoga é a hora do dia em que me proporciono um momento comigo mesma, onde me percebo e me permito olhar para dentro para entender quais são as minhas necessidades. É o instante em que observo minha respiração e acalmo meus pensamentos. Com a chegada do coronavírus e a quarentena, o Yoga tem sido ainda mais fundamental nos meus dias, pois as posturas e a respiração consciente me reconectam e colocam meu corpo e minha mente no momento presente,  me ajudando a diluir meus medos e também a entender e assimilar essas mudanças tão inesperadas nas nossas vidas.” (Jaqueline Werlang)
“É um período difícil que estamos vivendo, um momento em que precisamos nos recolher dentro das nossas casas, casas estas que vão para além do espaço físico, é casa emocional, espiritual… Neste momento tenho me conectado cada vez mais com a minha morada, com o meu eu e (re)conhecendo todo o meu potencial, acolhendo o que posso ser naquele momento. O Yoga tem me proporcionado um olhar mais amoroso comigo mesma. Em momentos de tristeza e ansiedade eu busco me reconectar com o meu propósito, então respiro e deixo a emoção fluir. Uma das maiores transformações que percebo que o Yoga me trouxe foi a autopercepção, assim eu acolho o que meu corpo e minha mente pedem, é um respeito genuíno e uma forma generosa de autocuidado.” (Fernanda Canete)
“O yoga está sendo essencial para o meu bem-estar físico e mental nessa quarentena. Existem dias em que me falta ânimo ou estou muito ansiosa, mas não deixo de praticar. A recompensa é sempre de uma tranquilidade imensa.” (Marina Dal Ponte)
 
Texto escrito pela Instrutora de Yoga Júlia Foletto.

[email protected]

Mari Weckerle é arquiteta, gaúcha e especialista em gastronomia saudável! É a Criadora da Plataforma Digital Guria Natureba e curadora da SOW!

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.