Home / Lifestyle  / “Você é o que você come!” Mas… você sabe o que você come?

“Você é o que você come!” Mas… você sabe o que você come?

Provavelmente você já ouviu essa frase: “você é o que você come”. A nutricionista Mariana Cordeiro fala sobre o assunto no texto que escreveu para o site. Eu, como nutricionista, concordo com a frase "você é

Provavelmente você já ouviu essa frase: “você é o que você come”. A nutricionista Mariana Cordeiro fala sobre o assunto no texto que escreveu para o site.

Eu, como nutricionista, concordo com a frase “você é o que você come”. Afinal, o seu corpo, a sua saúde, a sua disposição, o seu humor e tantas outras coisas sobre você, são reflexos da sua alimentação e do seu estilo de vida como um todo. 
Mas eu gosto de não apenas aceitar essas frases prontas, mas sim questioná-las para saber se realmente fazem sentido. E sobre essa frase especificamente eu tenho três perguntas para você:

  1. Você sabe quem você quer ser? 
  2. Você sabe exatamente o que você está comendo?
  3. O que você está comendo vai te “transformar” então em quem você quer ser? 

Parece meio filosófico né, mas calma, vou te explicar onde quero chegar. 
Se você quer ser uma pessoa saudável, por exemplo, e se você quer ter um corpo que reflita essa sua saúde e disposição, obviamente você deve comer alimentos saudáveis, certo? Agora se você não se importa sobre quem você quer ser e a relação da sua alimentação com isso eu sugiro que nem continue lendo esse texto, porque aí tanto faz mesmo o que você vai comer, então não perca tempo lendo sobre isso ok!? (Não estou sendo grossa, apenas valorizando o seu tempo mesmo, entenda rsrsrs).  

Ah, que ótimo que você ainda está aqui comigo, esse já é um excelente sinal!!
Então vamos lá, como você já me mostrou que quer ser uma pessoa saudável, cheia de energia, vamos para a terceira pergunta: será que o que você come hoje, e classifica como “saudável”, vai realmente te ajudar a atingir esse seu objetivo? 
Como nutricionista eu vejo muitas pessoas (veja se você também é assim) que encaram o saudável como: comer 3 ovos de manhã, almoçar um frango grelhado com um monte de folhas, comer de lanche um bolinho FIT que comprou no mercado, comer uma barrinha de proteína pós treino, e claro, para jantar, mais ovo (mas para dar uma “variada” faz uma omelete). 
Olhando assim parece chato ser saudável né? Afinal, não tem muita cor nessas refeições, sem variação, sem muito sabor… 
“Ah, mas tinha um bolinho FIT ali no lanche, FIT é saudável”. Hmmm, será?!
Você já teve a curiosidade de ler o que está escrito na lista de ingredientes do seu bolinho “FIT” do supermercado? Eu sugiro que você faça esse esforço. E aqui não estou sendo irônica não viu, porque ler lista de ingredientes é realmente um esforço, por dois motivos:

  1. A letra é minúscula, então não precisa ter problema de visão para não conseguir ler direito;
  2. Tem nomes ali que se você ler de primeira sem gaguejar você já merece um prêmio! Vou dar alguns exemplos aqui pra você:

“Estabilizantes mono e diglicerídios de ácidos graxos e ésteres de poliglicerol de ácido rícinoléico…” (Conseguiu sem gaguejar?! Rsrs)
Eu poderia continuar com o trava língua, mas vou parar por aqui porque ainda quero que você finalize essa leitura!! 
Aí vem a grande pergunta: você sabe o que é isso? 
Bom, algo natural não parece ser né, afinal a gente não vê por aí um pé de “estabilizantes mono e diglicerídios…”. Acontece que se você for começar a ler os rótulos dos alimentos que você come, provavelmente você vai se deparar com vários nomes estranhos como esse. E agora? Você então realmente sabe o que você come no seu bolinho “FIT”? 
Se você nessa altura do campeonato já está preocupada, calma, estou aqui não apenas para te assustar, mas para te dar soluções!! 
E uma das soluções para você saber o que você come é estreitar o seu vínculo com o alimento, se arriscar mais na cozinha, conhecer mais sobre os alimentos. 

Eu não sei a sua idade, mas se você tiver cerca de 30 anos ou mais, provavelmente você teve uma avó daquela bem com carinha de vó mesmo e que fazia bolos e biscoitos para você (digo isso porque as avós da nova geração não são mais aquelas de cabelo branco e que fazem bolos, estilo Dona Benta né). Minha avó era dessas e viveu muitos anos. Meu avô inclusive está cheio de energia aos 97 anos. Mas eles comiam o que cozinhavam e cozinhavam o que plantavam/criavam. E hoje? Hoje as pessoas estão comendo cada vez mais alimentos embalados e cada vez mais ficando doentes mais cedo e com mais frequência. Coincidência? Não! Consequência! Consequência, em grande parte, sua alimentação. 
Então, sim, você é o que você come, mas para se tornar uma pessoa com energia de verdade, com disposição de verdade, com saúde de verdade, coma comida de verdade! Coma ingredientes e não esses produtos empacotados “FIT”, “ZERO”, “LIGHT”. Não são esses alimentos que vão te ajudar a ter o corpo e a saúde que você quer. 
E a boa notícia é que você está no lugar certo para isso! Que tal não apenas fazer o print das receitas aqui da Mari Guria Natureba mas também colocar essas receitas aí na sua mesa rsrs!? Siga as dicas desse post, teste as receitas e aí sim você SERÁ e SABERÁ o que você come de verdade!! 
Texto escrito pela nutricionista Mariana Cordeiro.

[email protected]

Mari Weckerle é arquiteta, gaúcha e especialista em gastronomia saudável! É a Criadora da Plataforma Digital Guria Natureba e curadora da SOW!

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.