Home / Lifestyle  / A vagina real é diferente dos livros!

A vagina real é diferente dos livros!

Você lembra daquele desenho didático dos livros de biologia da vagina e do útero de frente, cortados ao meio, só nas partes internas? Nesse desenho, a vagina é um tubo para cima, em direção ao umbigo,

Você lembra daquele desenho didático dos livros de biologia da vagina e do útero de frente, cortados ao meio, só nas partes internas?

Nesse desenho, a vagina é um tubo para cima, em direção ao umbigo, certo? Mas quem já utilizou um coletor ou absorvente interno sabe que o canal vaginal é, na verdade, meio pra trás, na diagonal, e não “retão” pra cima.

Ali a gente vê também a vagina sempre aberta mas, na prática, é bem diferente. A vagina não fica com suas paredes afastadas daquele jeito. Ela é um tubo muscular e de mucosa que, em boa parte do tempo, está com as paredes quase se encostando, deixando a vagina mais “fechada” que nas ilustrações de livro.

É por isso que, pra conseguir ver o colo do útero ou fazer a coleta do exame papanicolau, por exemplo, não basta só abrirmos as pernas; é preciso afastar as paredes da vagina com um aparelho chamado espéculo.

O espéculo é o famoso “bico de pato” que ginecologistas usam justamente para poder visualizar a parte inicial do útero, que fica mais para o fundo da vagina. Em situações normais e utilizando com cuidado e delicadeza, não é esperado que o espéculo cause dor – até porque as paredes da vagina não têm tantas terminações nervosas.

Mas apesar dessa necessidade, a vagina também tem propriedades super elásticas! Ela se expande durante a excitação sexual, esticando e quase dobrando de tamanho. Depois volta tudo ao normal! Afinal, ela permite desde a passagem de sangue menstrual e fluidos fininhos até um… bebê! E volta à normalidade tranquilamente.

Vaginas reais são fortes, ativas e com uma musculatura incrível que pode e deve ser exercitada! Vaginas reais têm, também, uma microbiota complexa e poderosa – um conjunto de bactérias e outros microorganismos responsáveis pelo equilíbrio e proteção da região! Também são autolimpantes, e por isso produzem umidade e secreções. Tudo isso é normal e saudável!

O que mais você não aprendeu na escola e que teria feito toda a diferença na sua vida e na sua relação com sua vagina?

O @sow.gn é uma curadoria da Mari Weckerle, a @gurianatureba.

Você já nos segue no Instagram? Confere os outros posts, você vai amar! Clica aqui para conferir outros posts sobre sexualidade.

[email protected]

Educadora menstrual, empreendedora social cofundadora da Escola da Menstruação e bióloga e professora de formação. Também é criadora da Diga Vulva, onde escreve e cria conteúdo sobre saúde, ciclos femininos e sexualidade. Acredita no poder do autoconhecimento e na visão positiva do corpo feminino. | @digavulva

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta