Home / Lifestyle  / Você conhece a estrutura do seu clitóris?

Você conhece a estrutura do seu clitóris?

Primeiramente, vou perguntar: você sabe quando o clitóris foi mapeado por completo? Acredite se quiser, mas foi apenas em 1998! Sim, após décadas e séculos de estudos anatômicos. Pois bem, a estrutura completa dele é bem

Primeiramente, vou perguntar: você sabe quando o clitóris foi mapeado por completo? Acredite se quiser, mas foi apenas em 1998! Sim, após décadas e séculos de estudos anatômicos.


Pois bem, a estrutura completa dele é bem diferente do que a maioria imagina.


O clitóris é um orgão altamente sensível e voltando unicamente para o prazer sexual, até onde sabemos. Ele possui cerca de 8 mil terminações nervosas! A fins comparativos, são o dobro de terminações de um pênis.


Justamente pelo corpo e o prazer feminino terem sido negados na história da nossa civilização, a própria existência do clitóris foi negada por muitos anatomistas. Ou ainda, se pensava que ele era inútil… Dá para acreditar? Um mundo onde nenhuma experiência feminina era ouvida e considerada, e mesmo os fatos visíveis eram negados em prol da ideia de que o prazer não era para as mulheres.


Até que, em 1998, a médica urologista Helen O’Connel descreveu a estrutura completa do clitóris, incluindo a parte interna, que não vemos. Nas suas pesquisas, ela detalhou a anatomia do órgão, sua vascularização e inervação. E bom: ele é, comprovadamente, muito mais potente do que muitos acreditavam. A gente já sabia, né?


Hoje em dia, sabemos que o clitóris vai além daquele “pontinho” que fica acima da saída da vagina e da uretra. Essa parte que fica para fora é a região da cabeça, que também costuma ser mais sensível.


Porém, ele também tem braços e bulbos vascularizados que envolvem o canal da vagina e da uretra. Isso significa que o clitóris está literalmente por trás do prazer com penetração na vagina e dos estímulos na região da vulva (se você ainda não experimentou, recomendo!).


Assim, seu tamanho chega facilmente a 10 centímetros de extensão, já que a maioria é interna. Durante a excitação, ele recebe grandes quantidades de sangue e incha como um balão, ficando ainda mais sensível ao toque. Além disso, ele também tem ereção!


Recomendo muito o documentário “Clitóris, Prazer Proibido”. Ele é de muitos anos atrás (2003), mas muito marcante e necessário atualmente também. Uma pesquisa por “clitóris 3D” no Google Imagens também pode te surpreender muito!


E seguimos juntas nesse caminho de descobrir e celebrar cada pedacinho do nosso corpo!


Com carinho, Vic.




@sow.gn é uma curadoria de Mari Weckerle, a @gurianatureba.

[email protected]

Educadora menstrual, empreendedora social cofundadora da Escola da Menstruação e bióloga e professora de formação. Também é criadora da Diga Vulva, onde escreve e cria conteúdo sobre saúde, ciclos femininos e sexualidade. Acredita no poder do autoconhecimento e na visão positiva do corpo feminino. | @digavulva

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Poste um comentário

onze + onze =