Home / Beauty  / Dezembro Laranja: a importância de manter a pele protegida

Dezembro Laranja: a importância de manter a pele protegida

Você já ouviu falar na campanha Dezembro Laranja? Ela é uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) para orientar a população sobre a prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de pele.  Essa doença é uma

Você já ouviu falar na campanha Dezembro Laranja? Ela é uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) para orientar a população sobre a prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de pele. 

Essa doença é uma das mais comuns no Brasil e tem cerca de 180 mil novos casos por ano e corresponde a 27% de todos os tumores malignos no país. Quando realizado o diagnóstico precoce, as taxas de cura costumam ser superiores a 90%.

Durante o mês de dezembro, vou compartilhar com você dicas e cuidados essenciais para manter a pele protegida! Então, fica ligado para não perder nenhum conteúdo!

Hoje, eu trouxe algumas informações sobre o câncer de pele muito importantes e que TODOS devemos saber. Confira:  

→  O câncer de pele é uma doença altamente prevenível e, por isso, é tão importante a realização dessa campanha de esclarecimento.

→  Fatores genéticos podem favorecer o desenvolvimento do câncer de pele. Ou seja, ter pessoas da família que têm ou tiveram esse tipo de tumor aumenta o risco, assim como pessoas de pele e olhos claros e cabelos ruivos ou loiros são mais suscetíveis. Entretanto, a exposição à radiação solar é um fator muito importante e que deve ser evitado, reduzindo, e muito, as chances de contrair câncer de pele.

→  O tratamento em geral é realizado através de cirurgia para remover a lesão. Outros procedimentos também podem ser necessários em caso de lesões maiores, de difícil remoção cirúrgica ou com metástases (especialmente no tipo melanoma).

→  Os tipos de câncer de pele não-melanoma têm taxas de cura muito altas com o tratamento cirúrgico! Porém, quanto mais tarde o tumor for diagnosticado, maiores serão as cirurgias necessárias, o que pode gerar cicatrizes mutilantes e risco de complicações.

→  O câncer de pele do tipo melanoma também é tratado cirurgicamente na maioria dos casos, porém a sequência do tratamento é diferente: depois da primeira cirurgia, costuma ser realizada uma segunda etapa, chamada de cirurgia de ampliação de margens, que tem seu tamanho definido pela espessura do tumor. Após isso, são realizados diversos exames para avaliar a existência de metástases, que são a disseminação do câncer para gânglios linfáticos e outros órgãos.

O @sow.gn é uma curadoria da Mari Weckerle, a @gurianatureba.

Você já nos segue no Instagram? Confere os outros posts, você vai amar!

Clica aqui para conferir outros posts sobre beleza.

[email protected]

A Dra Gabriela Maldonado é graduada em Medicina pela UFRGS, com Residência Médica em Dermatologia pela Escola de Saúde Pública - Ambulatório de Dermatologia Sanitária. É membro efetivo da Sociedade Brasileira e Americana de Dermatologia e Mestre em Medicina - Ciências Médicas com enfoque em Dermatologia pela UFRGS. | @gabrielamaldonado_dermato

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta