Home / Como Reciclar  / Latinhas: opte pela sustentabilidade

Latinhas: opte pela sustentabilidade

Desde 2001, o Brasil é o maior reciclador de alumínio do mundo. 98% das latinhas de refrigerantes, cerveja e outras bebidas são recicladas em um ciclo que leva apenas 60 dias. Ou seja, em dois

Desde 2001, o Brasil é o maior reciclador de alumínio do mundo. 98% das latinhas de refrigerantes, cerveja e outras bebidas são recicladas em um ciclo que leva apenas 60 dias. Ou seja, em dois meses uma latinha descartada corretamente vai do lixo às gôndolas dos supermercados em um processo que envolve e empodera 600 mil mulheres catadoras.


Por isso, quando estiver em dúvida sobre PET x latinhas, faça a escolha inteligente, opte por latinhas. Porém, não adianta fazer a escolha certa e jogar as latinhas no lixo comum, colabore com o ciclo de reciclagem, pois fazer uma latinha do zero é um processo bem poluente.


Para fazer uma latinha do zero é necessário a mineração e refino da bauxita (principal matéria-prima do alumínio), o que demanda altos gastos com eletricidade. Por isso é tão importante reciclar, já que o processo de fazer latinha a partir de alumínio reciclado consome apenas 5% da energia que é necessária para a produção das latinhas do zero.


Além disso, são necessárias cinco toneladas de minério de bauxita para cada tonelada de novas latinhas, gerando cerca de cinco toneladas de lama cáustica, que só pelo nome você já deve adivinhar que não é uma lama inofensiva para o meio ambiente. Ela polui as águas superficiais e subterrâneas se infiltrando no ciclo da água que, inevitavelmente, acabamos consumindo. Ou seja, é muito ruim para a sua saúde também.


E, como se não bastasse, a fundição do alumínio ainda produz óxido de enxofre e óxido de nitrogênio, dois gases tóxicos que poluem o ar e geram a chuva ácida.


Por isso, separe as latinhas dos outros resíduos secos, destine uma lata de lixo só para as latas! Além de colaborar com o meio ambiente, você pode destinar as latinhas a um catador do seu bairro ou a uma cooperativa, alimentando esse ciclo do bem.


Ah! E quanto aos lacres, eles devem ser descartados juntamente às latas, porque sua composição é pobre em alumínio, seu valor comercial é baixo e as empresas que fazem a reciclagem das latas não os aceitam separados das mesmas. 


Porém, apesar de seu baixo valor comercial, algumas ONGs, como a Lacre Amigo, aceitam doações do material, pois trocam por cadeiras de roda para necessitados.




@sow.gn é uma curadoria da Mari Weckerle, a @gurianatureba.

Você já nos segue no Instagram? Confere os outros posts, você vai amar!

Clica aqui para conferir outros posts sobre sustentabilidade.

[email protected]

Temos alma livre e sede de aprendizado. Aqui você vai encontrar muito conteúdo sobre beleza natural, cultura, sustentabilidade e viagens inesquecíveis. Vamos semear boas ideias juntos?

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta