Home / Lifestyle  / Fontes proteicas vegetais

Fontes proteicas vegetais

Muitos questionadores da dieta vegetariana acreditam que ela é fraca em proteínas e que não fornece o necessário para o crescimento, desenvolvimento e manutenção dos tecidos. A nutricionista Marina Guedes esclarece se isso é mito

Muitos questionadores da dieta vegetariana acreditam que ela é fraca em proteínas e que não fornece o necessário para o crescimento, desenvolvimento e manutenção dos tecidos. A nutricionista Marina Guedes esclarece se isso é mito ou verdade no texto que escreveu para o site.

As recomendações para uma dieta saudável são de 10% a 35% do valor calórico total da dieta provenientes de proteínas. Muitos estudos mostram que as dietas vegetarianas estritas e ovolactovegetarianas fornece cerca de 12% a 13,8%, sendo assim dentro do que é considerado saudável.
Alguns mitos ainda pairam sobre a qualidade da proteína vegetariana, são eles:
– Proteínas vegetais não contêm todos os aminoácidos essenciais: Realmente alguns alimentos podem conter baixa quantidade de algum aminoácido, por esta razão uma alimentação balanceada e variada, combinando grupos alimentares fornece todos os aminoácidos necessários. Proteínas vegetais podem ser iguais ou melhores que proteínas animais, todos os aminoácidos essenciais são encontrados em abundância no reino vegetal;
– Para atingir o valor nutricional as proteínas vegetais devem ser consumidas todas juntas na mesma refeição: Isso não é necessário, o importante é o consumo ao longo do dia.
– A digestibilidade da proteína vegetal é pior do que a animal: Na realidade a digestibilidade das proteínas vegetais depende do modo de preparo e a fonte alimentar.

A maior fonte de proteínas vegetais são as leguminosas: lentilha, feijões, grão de bico e soja. Derivados da soja como Tofu também é uma importante fonte. Cereais, nozes e sementes também são boas fontes. Como a quantidade, qualidade e digestibilidade destas fontes são muito variáveis, o que garante a oferta adequada de aminoácidos essenciais é o consumo variado destes alimentos.
Proteínas no Reino Vegetal:

Fonte: Alessandra Luglio, Whole Food Plant Based Diet. Práticas Clínicas em nutrição consciente


Para consumir a quantidade necessária de proteínas em uma dieta vegetariana basta ingerir a quantidade correta de calorias no dia, com uma alimentação colorida, variada e contendo todos os grupos alimentares.
Texto escrito pela nutricionista Marina Guedes
 

Fonte: SVB – Guia Alimentar 2018

SBP – Vegetarianismo na

infância e adolescência

[email protected]

Mari Weckerle é arquiteta, gaúcha e especialista em gastronomia saudável! É a Criadora da Plataforma Digital Guria Natureba e curadora da SOW!

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.