Home / Pelo Mundo  / Fernando de Noronha

Fernando de Noronha

  Viajar pra Noronha é como fazer uma viagem internacional. É longe, é um paraíso na terra e é caro

 

Viajar pra Noronha é como fazer uma viagem internacional. É longe, é um paraíso na terra e é caro… Caro pra cacete. Requer dinheiro, organização e programação. Ou requer apenas desapego e um cartão de crédito… Esta, no meu caso!

 Comprei a passagem pela Azul e em uma semana eu já estava sentada na poltrona do avião, rumo à casa do Iapa, o Neuronha, amigo que conheci em San Diego! Ele é fotógrafo na Ilha e mora lá há 15 anos!

Na Baía dos Porcos, vista para o Dois Irmãos

 Aqui vão minhas dicas de Noronha pra te ajudar a organizar tua trip.

 Passagem: apenas a Azul e a Gol fazem vôos pra Noronha! Se você tiver milhas, tente usá-las pelo menos até recife, pois sua passagem já vai ficar bem mais em conta!

 Quando ir? As melhores épocas são de dezembro a fevereiro (quando tem onda) e agosto/setembro (época de mergulho, quando Noronha está uma piscina e a visibilidade chega a 50 metros!)

 Onde ficar? As pousadas e hotéis são caros! Muitos moradores da ilha alugam quartos nas suas casas e cobram em torno de 100/120,00 a diária por pessoa. Acredite, isso é barato e vale a pena! Caso contrário, facinho facinho você gasta de 3 a 5 mil reais pra ficar uma semana numa pousada!

 Buggy: se você for sozinho como eu e tiver com o orçamento curto, estique o braço e peça carona! Muitos casais e grupos pequenos alugam buggy e dão carona pra galera que fica na rua principal com o bracinho esticado! Na verdade essa foi uma dica do meu irmão que já viajou pra MUITOS lugares (incluindo diversos países da Europa), sempre gastando super pouco! Achei que não fosse colar mas lá a lei é ajudar o próximo e isso inclui dar carona! A diária do buggy custa em torno de 250,00 e a gasolina é mais cara que caviar, 6,00 o litro, sendo que o Buggy faz 5km/l!

 Comida: tudo é mais caro, afinal de contas, estamos numa ilha! Normalmente a galera fica boa parte do dia na praia e acaba fazendo poucas refeições grandes! A dica principal é: leve água geladinha e snacks pra beira da praia… Assim vocês podem ficar horas curtindo sem ter que sair pra comer alguma coisa! Eu levei frutas secas, barrinhas e nuts salgadas! São coisas que alimentam, práticas de carregar e nutritivas. Lembrem sempre de ter algo salgado pra evitar queda de pressão pois o calor é intenso!

 O que levar? Protetor, repelente, snorkel, havaianas e biquíni! Butttt, sou guria e lotei meu mochilão! Coisas que usei e achei bem importantes: creme pra hidratar a pele do torrão do sol, remédio (leve, pois na ilha são vendidos comprimidos separados e são bem caros), saída de praia (melhor que shot jeans), canga e roupas leves! Uma flanela vai te proteger do frio no avião! Muita gente leva guarda sol na capa da prancha! Vale levar pois o preço do guarda sol na praia é 20,00.

 Quanto tempo ficar? 7 dias é suficiente! Fiquei 10, não fiz tudo e não cansei… Ficaria a vida inteira, mas né, temos que voltar pro trabalho pra juntar grana e pagar o cartão de crédito!

Ficou curioso com os preços na Ilha?

  •  Açaí 20,00
  • Água de coco 10,00
  • Caipirinha 25,00 (45,00 no Festival do Zé Maria)
  • Porção de macaxeira entre 35,00 e 45,00
  • Salada entre 35,00 e 50,00
  • Cerveja long neck 12,00
  • Água 1,5L 6,00
  • Tapioca 13,00
  • Picolé 10,00

Capela

MINHAS PRAIAS PREFERIDAS

Praia da Cacimba: é linda, mas o mais encantador é passar pela trilha e dar um pulinho até a Baía dos Porcos! No caminho você consegue tirar fotos incríveis do Morro Dois Irmãos!

Praia do Bode: vizinha à praia da Cacimba, mais deserta e com uma piscina natural com peixinhos coloridos, que se forma quando baixa a maré! Vista lindaaaaa pro Morro Dois Irmãos! Não deixe de conhecer!

Praia do Bode

Onde comer?

Açaí (Mundo Verde): todo mundo passa por lá e os pedidos mais frequentes são açaí e tapioca! Experimente o “Dois Irmãos”! 1/2 açaí e 1/2 cupuaçu! 22,00

Varanda: mega charmoso e descolado com uma varandinha nos fundos super astral, serve almoço e janta, não aceita reserva e o carro chefe é um gratinado de frutos do Mar que custa 97,00 por pessoa. Para os vegetarianos, risoto cítrico com frutas caramelizadas 65,00! A sobremesa mais doce da história é a baba de coco! Deliciosa, mas peca uma água junto!!! O salame de chocolate recheado com castanhas do Pará, creme de cupuaçu e geleia de cachaça também é maravilhoso! Pratos super bem servidos e atendimento incrível! Os preços variam bastante pois são muitas as opções mas considere uma média de +- 100,00 por pessoa com bebida! Recomendo!

Corveta: é novo na ilha! O ambiente é super bacana, não tem opções vegetarianas mas eles são super acessíveis e conseguem alterar o cardápio pra gente! Serve almoço e janta e não precisa de reserva. +-

Mergulhão: Delicioso pra ir a qualquer hora do dia mas não deixe de ir no final de tarde e curtir o por do sol tomando um vinho e comendo uns petiscos! Se quiser ficar no lounge à tardinha, precisa reservar! A entradinha de queijo coalho empanado é bem famosa, várias opções de gritos do mar e eles ainda têm uma moqueca vegana de vegetais ao leite de coco! Se quiser apenas a opção vegetariana, você ainda vai experimentar uma bela farofa na manteiga!! Eles ainda servem um cafezinho coado na hora em coador de pano, numa xícara toda lambuzada de doce de leite! De chorarrrrr no cantinho! Eu ameiiiiiii o lugar, o mais vibe da ilha!!! Vista incrível pro Porto, música ambiente de qualidade e preços foram em torno de 150,00 por pessoa com essa proposta de vinho/clericot e petiscos.

Cacimba Bistrô: mesmos donos do Varanda mas perde pra este, e muito! O local é bacaninha e o acesso é mais fácil por ficar na Vila dos Remédios, perto da praia do Cachorro. O carro chefe é o Pastel de lagosta do Bruno Gagliasso. Quem estiver com o Bruno na mesa, não paga o pastel… No meu caso, não precisei pagar!! Hahahaha #metida ! No Cacimba, a única opção vegetariana é massa com molho vermelho ou branco. Sim… Difícil né?! Eles não têm criatividade pra sugerir ou trocar nada mas você pode “ajudá-los” caso seja vegetariano. Meu pedido preferido foi legumes ao molho de shitake com farofa de banana da terra e ovo mexido. O prato original é com medalhão de Filé mas troquei por vegetais! Estava incrível!! Jantei várias vezes lá e comi salada também, troquei frango ao curry por ovos! O prato original é com medalhão de Filé mas troquei por vegetais! Estava incrível!! Sobremesa? O famoso churros com sorvete! Não é massa de churros, é tipo uma massa de pastel, fininha e crocante. Muito açúcar, canela e recheio de nutella ou doce de leite… Maravilhoso mas comi um prato inteiro e foi top much! Um pra duas pessoas é mais que suficiente pra sair de lá rolando! +- 120,00 por pessoa com bebida.

Pizzaria Na Moita: massa fininha e crocante, ambiente top e custo benefício mega ok pra ilha! Tomando um suco ou uma cervejinha, gira em torno de 60,00 por pessoa! Eles servem apenas 30 discos por noite, então chegue super cedo senão não vai conseguir comer! Coisas de Noronha…

O Pico: todas as vezes que fui no Pico comi uma salada de tomates assados com parmesão incrível!!! Pois é… Não há opções muito criativas pra quem é vegetariano mas até me virei bem! O lugar é lindo, mega charmoso, com uma galeria de arte é uma lojinha incrível e cheia de produtos bacaninhas! Sobremesa mais pedida é a rabanada com doce de leite! Uma bomba calórica mas deliciosa! O ceviche de lá tem a fama de ser o melhor da ilha!

Mesa da Ana: a Ana e o Roque cozinham, você paga 180,00 comida + bebida e você ainda ouve histórias sobre a ilha! Eles recebem 8 pessoas por vez.

Palhoça da Colina: o famoso peixe na folha de bananeira! É mais ou menos o estilo da Mesa da Ana mas serve em torno de 25 pessoas. Jantar descontraído e saboroso!

Flamboyant: buffet que serve almoço até umas 15hs e o valor do quilo custa em torno de 60,00! Comida caseira e gostosinha!

São Miguel: buffet que serve almoço até umas 15hs e o valor do quilo custa 58,00! Comida caseira também, mais saborosa que a do Flamboyant mas as opções vegetarianas são raras!

Bar do Meio: (atualizando o post…) Esse bar não estava aberto quando eu fui! Já inaugurou e é lindoooo!!! O Dono do Bar, o Paulinho, é sócio do Zé na Pousada Zé Maria então o sucesso é garantido!

Festivais Gastronômicos do Zé Maria: esse precisa de reserva! Programe-se e ligue com pelo menos um mês de antecedência! +- 150,00 por pessoa fora bebida. Música ao vivo, saladas, sushi, mais de 40 tipos de pratos quentes e quase 30 tipos de sobremesa! Frutos do mar é o que mais tem e sempre lota!!! Ele recebe entre 150 e 180 pessoas todas as quartas e sábados. Se levar vinho, paga 50,00 pela rolha. Hóspede não paga rolha massssss paga 40,00 pela caipirinha! É maravilhoso e imperdível!!!!

Eu, Zé e Iapa no Festival Gastronômico da Pousada Zé Maria

Dicas de passeios??

Muita vida marinha no Porto


Cardume – vida marinha no Porto


Mergulho de Cilindro

Mergulho de Cilindro: fiz no Porto com o Bodão. Precinho 250,00 bem mais em conta que pelas empresas que vendem esse passeio, que gira em torno de 450,00 / 500,00! No Porto há uma embarcação que afundou anos atrás e onde tem muita vida marinha! Faria novamente com certeza!!! Foi lindo!!! Paguei mais 100,00 pelas fotos que o Egon ( Instagram @egonvalenca ) fez embaixo d’Água e super indico!

Foto: Egon Valença


Foto: Egon Valença

Sueste: Mergulhar nessa Baia é incrível!!!! Já passei até de submarino no Hawaii, mas vi muito mais peixes, tubarões, tartarugas, lagostas e até polvo aqui!!! O fundo do mar é fascinante!!!!!! Chegamos perto de dois tubarões enormes, cerca de 1,50m cada. No Sueste foi onde ocorreu o ataque de tubarão no final de 2015. Por isso o conselho é: RESPEITE. As instruções são claras e a dica é ir com o guia que sabe onde podemos e não podemos ir!

Buraco do Galego: é um passeio rápido que deve ser feito no período de maré baixa. Fica na Praia do Cachorro, você passa pela praia e sobe as pedras. Do alto delas você consegue ver o famoso Buraco do Galego. Cuidado!!!! É perigoso saltar e você só pode saltar de três pontos, então, não vá até lá fazer malabarismos se não conhece o local ou não estiver com alguém que conheça! O Galego morreu saltando, por isso o nome. Mesmo sem saltar, vale o passeio pois a vista é INCRÍVEL!

Buraco do Galego


Vista incrível da Praia do Cachorro onde fica o famoso Buraco do Galego

Passeio de Barco: leva 2 horas aproximadamente e não dá pra deixar de fazer!!! Sai do Porto e logo em seguida a embarcação já recebe a companhia dos golfinhos que dão show na água!! O barco passa por todas as praias do mar de dentro e para pra mergulho! A vista da praia do Sancho é demais!!! Fiz duas vezes!!

Mergulho na Praia do Sancho

A melhor festa: Bah, aqui complicou! Todo dia tem alguma festinha, reggae, samba, forró, maracatu… Eu sou muito mais do dia e fui em duas festas. Coincidentemente dois forrós, um deles pós Festival do Zé Maria, e estava lotado! Foi super divertido pois estávamos numa galera top e animamos o lugar! Meu conselho é não perder muito tempo na night pois o dia em Noronha é a melhor parte!

Compras: claro que é a Loja do Iapa, a Neuronha, é a mais irada!!! Com o piso de EVA que dá vontade de se atirar e não levantar nunca mais, na loja você encontra camisetas e bonés irados, cangas/toalhas com fotos de Noronha tiradas pelo próprio Iapa, biquínis, camisetas e muitas coisas lindas!  Lá você ainda encontra roupas UV, ótimas pra quem tem a pele clara e torra fácil nesse sol da ilha!

Onde comprar lembrancinhas: no Pico! Loja mais fofa de todas, onde você encontra as camisetas com os nomes das praias! O ceviche é o mais famoso da ilha e a Rabanada com doce de leite é a sobremesa mais famosa! Uma bomba calórica deliciosa!!! Hehehe

Pôr do sol: é lindo!!! Vá até o Boldró e assista o sunset do alto do morro!

Pôr do Sol no Boldró


Noronha é um lugar que precisa ser visitado! Muitas pessoas só viajam pro exterior e não sabem que essa ilha é mais bonita do que muito lugar por aí! Eu quero voltar em setembro pra mergulhar… Noronha está na minha lista Top 5!

Visão geral da revisão
1 COMMENT

Poste um comentário

um × 3 =