Home / Lifestyle  / Corpo: um instrumento ou um ornamento?

Corpo: um instrumento ou um ornamento?

Você enxerga o seu corpo como um instrumento ou como um ornamento? A instrutora de mindfulness e mindful eating Bia Kiszewski fala sobre o assunto no texto que escreveu para o site. Como você se sentiria

Você enxerga o seu corpo como um instrumento ou como um ornamento? A instrutora de mindfulness e mindful eating Bia Kiszewski fala sobre o assunto no texto que escreveu para o site.

Como você se sentiria se recebesse um instrumento que fosse te acompanhar por toda a sua vida e gostando ou não, não há possibilidade de trocas ou negociações.  Mas se eu te contar que graças a ele você será capaz de dar passos em direção as suas realizações da mesma forma que ele te permitirá abraçar pessoas e oportunidades, ou ainda, será através dele também que você será capaz de sentir sabores, aromas, sons e até emoções. Como você cuidaria deste poderoso e precioso instrumento? E talvez também ao se dar conta de tudo que ele te permite realizar você possa até nutrir um carinho e amor por essa ferramenta incrível. O instrumento precioso é o seu corpo!
Muitas vezes, com tantas informações a respeito do que é bonito, desejável e até mesmo aceitável nos estereótipos padronizados que ditam o que é beleza,  focamos nossa atenção no corpo como se fosse um ornamento a ser exibido e esquecemos da preciosa funcionalidade contida nele. 
Mas se você olhar para o seu corpo como um instrumento não irá “relaxar” e parar de se cuidar? Muito provavelmente a resposta seja não. Dar se conta de que o corpo é algo instrumental é um convite a trazer respeito, honra e amorosidade para esta relação e isso é o oposto de levar uma vida sedentária ou ingerir substâncias que não contribuem para a sua funcionalidade. E talvez ao lembrar-se disso, fazer atividades físicas, movimentar o corpo e optar por  alimentos que nutrem e te permitam ter saúde possa ser uma escolha consciente e não uma obrigação ou simplesmente fazer porque “dizem que faz bem”. Essa consciência, presença, escolha é trazer leveza e amor para esta relação que vai durar a vida inteira. 

Sendo assim, ao observar o corpo como instrumento fica ainda mais gostoso cuidar dele e consequentemente ele se torna bonito para a pessoa que mais importa, quem mora nele: você!. 
E tem coisa mais bonita do que uma pessoa de bem com a vida, se sentindo saudável, nutrida de bons alimentos, relações, leituras, energias?
O convite é: honre seu instrumento, escute o que ele pede, às vezes descanso, ás vezes movimento. Tem dias que ele pedirá um doce e outros uma fruta suculenta. Há sabedoria suficiente contida nele. Preste atenção e cuide dele como algo bem precioso, afinal, ele é! Desejo uma deliciosa relação entre você e seu precioso corpo!
Texto escrito pela Bia Kiszewski, instrutora de mindfulness e mindful eating (turma online com inscrições abertas).
www.biakiszewski.com

[email protected]

Mari Weckerle é arquiteta, gaúcha e especialista em gastronomia saudável! É a Criadora da Plataforma Digital Guria Natureba e curadora da SOW!

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Desculpe, o formulário de comentários está fechado neste momento.