Home / Lifestyle  / Microbiota intestinal

Microbiota intestinal

Você sabe o que é, qual a importância e como recuperar e manter a saúde da microbiota intestinal? A nutri Gabriela Port, especialista em Saúde Intestinal, ajudou a esclarecer o assunto :)     A microbiota intestinal (colônias de

Você sabe o que é, qual a importância e como recuperar e manter a saúde da microbiota intestinal?
A nutri Gabriela Port, especialista em Saúde Intestinal, ajudou a esclarecer o assunto 🙂
 

 
A microbiota intestinal (colônias de bactérias que habitam o intestino) exerce papel fundamental na saúde humana e no combate às doenças, quando existe o desequilíbrio entre as bactérias benéficas e as patogênicas, chamado Disbiose, a imunidade baixa, a capacidade anti-inflamatória reduz e o nosso organismo fica mais sensível às infecções, alergias, doenças metabólicas e inflamatórias.
Alimentos Pre, Pro e Simbióticos agem na recuperação da microbiota, entenda:
 
 
PREBIÓTICOS
São carboidratos não digeríveis, que possuem ação bifidogênica, ou seja, estimulam seletivamente a proliferação e/ou atividade de colônias de bactérias desejáveis no cólon (porção final do intestino grosso) proporcionando benefícios à saúde como melhora da imunidade e do metabolismo.
Fibras prebióticas mais conhecidas:
FOS (frutooligossacarídeos), inulina, pectina, lignina.
Os frutooligosacarídeos estão presentes em alimentos como a cebola, alho, tomate, banana, cereais integrais como a cevada, aveia e trigo, e finalmente os que menos recomendo uso continuado: mel e cerveja.
A pectina está presente na entrecasca dos cítricos, do maracujá e na maçã.
As ligninas nas cascas de frutas oleaginosas (linhaça, gergelim, amêndoas…) e leguminosas como a soja e o feijão azuki.
A inulina é encontrada principalmente na raiz da chicória, no alho, cebola, aspargos e alcachofra.
Estes alimentos por conterem amido resistente, também atuam no controle da glicemia e colesterol, aumento da saciedade e manutenção do peso.
 
PROBIÓTICOS
Suplemento alimentar, rico em microorganismos vivos, que afeta de forma benéfica seu consumidor, através da melhoria do balanço microbiano intestinal (microbiota).
Benefícios à saúde:
* Regulação do trânsito intestinal
* Otimização da digestão
* Absorção de nutrientes – vitaminas do complexo B, cálcio, ferro
* Fortalecimento do sistema imunológico – aumenta produção de células protetoras, reduz o risco de câncer e doenças infecciosas de repetição (gripes, candidíase, infecção intestinal…)
* Melhora da depressão – no intestino ocorre 70% da produção do hormônio seretonina
* Auxilio no processo de destoxificação (toxinas, metais pesados, xenobióticos)
Probióticos mais utilizados: Lactobacilos e Bifidobactérias
Formas de apresentação:
Kefir e Kombucha: colônias de bactérias e leveduras utilizadas para produzir bebidas e alimentos fermentados
Missô: pasta de soja fermentada usada na culinária japonesa
Leite fermentado: contém lactobacilos em sua composição
Queijo e coalhada: algumas versões são enriquecidas com probióticos (confira no rótulo)
Cápsulas
Sachês

 
SIMBIÓTICOS
Combinação: Culturas probióticas + Ingredientes prebióticos
 
 
 
 
Você já conhece o kefir?
Tem matéria aqui no meu site com informações sobre ele! Para acessar: clique aqui 🙂

[email protected]

Mari Weckerle é arquiteta, gaúcha e especialista em gastronomia saudável! É a Criadora da Plataforma Digital Guria Natureba e curadora da SOW!

Visão geral da revisão
SEM COMENTÁRIOS

Poste um comentário

nove + 5 =